domingo, 2 de dezembro de 2012

Ele sabe o que faz

E quando a gente menos imagina coisas acontecem, assim do nada; e quando a gente menos espera tudo o que a gente mais queria e ao mesmo tempo o que menos queria acontece, nos deixando assim, estranhamente feliz. As coisas sempre acontecem na hora em que deveriam, da maneira que deveriam; então quando aquilo que você menos imaginava acontece e te deixa assim, com aquele sorriso bobo o tempo todo você vê o quanto a vida dá voltas e o quanto essas voltas são necessárias; para aprendermos a valorizar e aproveitar da melhor maneira possível. Sem se preocupar com o passado, sem questionar o futuro, simplesmente viver o agora cada instante intensamente. Ele sabe o que faz.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

.

Quando era criança colecionava cicatrizes nos joelhos; hoje, no coração; antes um beijinho da minha mãe no machucado resolvia tudo, hoje posso ganhar todos os beijos do mundo e mesmo assim vou me sentir vazia. Saudades do tempo que a minha única preocupação era o meu brinquedo quebrado; minha única dor era meu joelho ralado e meu único medo era cair da bicicleta. Hoje são poucas as coisas que me deixam tranquila, minhas dores vão me acompanhar pelo resto da vida... e medo, já nem tenho mais, porque o que mais me amedronta é perder o que eu amo, e não se pode perder o que não lhe pertence.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Thanks for the memories...

Muito obrigado por todas as lembranças, mas faço questão de deixá-las lá onde elas devem ficar, no passado.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

O que eu posso dizer? Dói, dói muito sabe essa tal de carência, esse medo de ficar sozinha, essa coisa de não saber o que sente, essa vontade de ter alguém seu. O foda é que a gente quer atenção, mas não serve de qualquer um, porque a gente já não acredita mais em nenhum deles, então prefere isso; essa solidão, essa dor... porque é muito melhor do que passa por tudo de novo.

sexta-feira, 13 de julho de 2012


Ela tinha mil defeitos. Impaciente. Egoísta. Ciumenta. Difícil. Insensível. Louca. Não sabia falar sobre sentimentos. E ele adorava isso.

sábado, 7 de julho de 2012

questão de preferência

Mas que bela boneca de porcelana fina. Os lábios bem avermelhados, as bochechas bem rosadas e os olhos, pintados com um fino pincel, a tinta preta era marcante. Não parecia ser frágil, mas apenas um pequeno descuido poderia quebrá-la. Não era feita de marfim, era de porcelana, oras. Não era dura, apenasfria e delicada. Rachada por dentro e inteira por fora. Fria por fora, a aparência fria era sua principal armadura. Não haviam armadilhas para chegar até ela. Mas, era impossível ultrapassar sua armadura. Passou a ser impossível penetrar seu coração.Os cabelos eram fios gregos que a emolduravam, e lhe davam a sutileza de uma boneca feita a mão. Cabelos aqueles intocados. Estava sempre solitária, sempre protegida, sempre para si. Sempre haveria um jovem a apreciá-la, sua beleza celestial. Parecia ter sido feita pelos anjos, cuidadosamente pintada e finalizada pelo melhor dos pintores. Não haveria, no mundo, boneca tão bela quanto ela. Ninguém jamais acreditaria, quando eu contasse, que apesar de parecer ser feita de marfim. Era apenas uma pequena boneca de porcelana, rachada em suas extremidades e com lágrimas a serem pintadas em seus olhos. Tinha em si marcas de sofrimento, marcas de amadurecimento. Era mais delicada que a maioria das bonecas de porcelana, e tinha sua fortaleza recobrindo sua verdadeira face frágil. Ora, mas que mas que bela e desastrada bone. De supetão, cai no frio piso e não se torna nada mais do que pequenos pedaços de porcelana. Prontos para ferir os desavisados.

sábado, 23 de junho de 2012

.

Saudade de te fazer durmir *-*

então, comofaz?

E o que a gente faz com esse vazio todo? Com essa sensação de que falta algo. Não é uma questão de paixão de amor, é de falta mesmo, de carência; de querer ter alguém pra te ouvir, pra te dar aquele abraço apertado, aquele beijo demorado; pra você saber que vai tá sempre ali, que quando você precisar vai ter à sua disposição um colo para consolo...

segunda-feira, 28 de maio de 2012

história real

Se eu fechasse os olhos lembraria como se fosse agora. Nós deitados sob uma pedra naquela noite gelada sem nenhuma estrela no céu, quando você disse que faria surgir no céu uma estrela; então você soltou a fumaça do cigarro, e tudo virou fumaça... quando a fumaça se dissipou lá estava uma estrela, tão brilhante quanto seus lindos olhos verdes.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

alguém me explica?

E o que que eu faço com essa vontade louca de te abraçar agora? De olhar nos teus olhos e te fazer entender que eu sou muito mais que ela, que eu faria por você muito mais que ela. Tudo o que eu queria é que você ao menos me explicasse o que ela tem que eu não tenho, porque sinceramente eu não entendo nada disso. Não falo de atributos físicos falo do interior, de caráter, de cérebro, de maturidade, de atitudes... não entra na minha cabeça o que você quer com uma garota assim.
Talvez vocês se mereçam.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

-

Ei! Olha bem aqui. Viu? Nenhuma lágrima, e sabe porquê? Por que eu soube enxergar que você não é tudo isso; e eu mereço coisa muito melhor.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

The end

Então é isso, vou apagar tudo o que está aqui dentro. Vou fingir que nada aconteceu, esquecer que te conheci; esquecer que um dia te senti, esquecer que um dia te beijei,que te abracei, que senti o toque das suas mãos, que senti sua respiração pertinho da minha, que já sorri ao te ver chegar perto, que perdi noites de sono lembrando de seus carinhos... vou fazer de conta que tudo não passou de um sonho; e que agora eu acordei e acabou tudo.

sábado, 28 de abril de 2012

.


 Eu me sinto meio idiota. Não por ter tentado esquecer, mas simplesmente por não ter conseguido. Você tá distante, e a verdade é que eu nem faço mais questão de fazer questão da gente. As pessoas se separam, é normal… Todo mundo muda, e nós dois mudamos de jeitos diferentes. Você virou sim, eu virei não. Você passou a preferir café morno, enquanto eu resolvi que gostava mais do frio. Tinha de acontecer. Era pra acontecer. E aconteceu mesmo. Acho que me sinto idiota por isso… Porque já era, não dá pra mudar mais. Mesmo se desse, eu não iria tentar novamente. Só que depois disso tudo, às vezes eu ainda paro pra pensar no que fomos. No que poderíamos ter sido. No que deveríamos. Depois de tanto tempo e depois de tanta saudade, eu ainda consigo reservar uns momentinhos pra você. Vai ver você nem liga, né? Mas eu faço do mesmo jeito. Eu faço, e refaço, e depois faço mais uma vez. Porque parece que tá na rotina; parece que nunca vai mudar. Parece que você vai ser sempre um pedacinho de mim. Um pedacinho meu. Um pedacinho da lembrança do que foi importante um dia. Parece que você nunca vai embora… Parece até que você gosta.

domingo, 15 de abril de 2012

A saudade é grande, mas o orgulho é maior.

Tudo o que eu queria agora era te abraçar bem forte, te dizer tudo o que eu sinto, te explicar todas as coisas mal resolvidas... mas você não quer nem olhar na minha cara, teu orgulho é maior que qualquer outra coisa pra que nós possamos resolver algo, tudo bem, meu orgulho também é grande e eu já cansei de correr atrás de pessoas, por mais que doa eu não vou correr atrás de você.

sábado, 14 de abril de 2012

.

E então você passa horas na frente do espelho, troca de roupa 47680 mil vezes, esconde todas as cicatrizes e dores com uma boa maquiagem, suporta horas em cima de um salto, suporta linda a dor nos pés e no peito, engole em seco o choro quando a vontade é desmoronar, mas não você continua lá firme e forte... mas aí você faz tudo isso pra que ele note, pra no final escorra aquela maldita lágrima e você diga: QUE MERDA!

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Vou te encantar do meu jeito...

Te fazer sorrir sem querer, te admirar em silêncio, te fazer sentir bem, te tirar do ar com meus beijos, te arrepiar com meu toque, te fazer jamais querer sair de perto de mim.